segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Arte Vitral


A Arte Dos Vitrais

O vidro é feito de uma mistura de matérias-primas naturais (areia, barrilha, calcário etc.). Como substância, o vidro vem de longa data - os objetos com ele manufaturados apareceram há três milênios antes de Cristo, na Babilônia e no Egito - sendo introduzido no mundo ocidental pelos romanos.
No século IV, começou a ser feita a junção de pedaços de vidro com chumbo fundido, moldados no formato da letra H. Criando os primeiros vitais. O uso de chumbo foi fundamental à introdução do visual artístico, e no século IX, apareceu o primeiro trabalho ilustrativo de janelas. A princípio, os pedaços de vidro eram pintados à mão; mais tarde, a partir do século IX, desenvolveram-se as técnicas de pintura, misturando-se ao vidro, ainda em estado de fusão, pigmentos extraídos de um tipo de pó de metais oxidados.
Os vitrais eram então usados exclusivamente para pelas igrejas, e os temas básicos de seus desenhos eram os motivos religiosos, contando a vida dos santos.



Foi no país de Flandres e na Suíça, que o vitral começou a ser usado como ornamento residencial, em forma de pequenas janelas arredondadas, com desenhos de motivos heráldicos.



A engenharia dos nossos dias conseguiu maximizar o uso do vidro, em estilos abstratos e semi-abstratos da arte moderna. O vitral entrava, agora, não só como elemento de vedação de janelas, mas como elemento atuante na decoração.
Hoje em dia, o vitral voltou como expressão de beleza e requinte nas casas dos mais variados estilos e inúmeras aplicações internas ou externas. O avanço da tecnologia moderna permitiu a criação de vitrais inquebráveis (nosso caso), feitos com materiais sintéticos, mas que conservam toda a beleza, colorido e, principalmente, a translucidez das peças antigas.



O vídeo abaixo mostra a abertura do filme "A Bela e a Fera".

Note a presença dos vitrais na narrativa da história.

video



veja mais imagens de vitrais:




























Atividade: CRIAÇÃO DE VITRAL
Agora é sua vez de criar um vitral. Para isso será preciso ter papel cartão (branco ou preto), plástico celofane em várias cores, tesoura ou estilete, fitas adesivas transparentes ou cola. 
Crie um desenho no papel cartão como um molde vazado, ou seja, suas formas devem ser cheias para que quando cortar e "vazar" estas formas o celofane ganhe destaque. É interessante e importante usar todo o quadro, inclusive o fundo para criar formas. Corte e cole o celofane nas áreas vazadas criando assim o efeito vitral.
Expondo esta atividade em janelas ou mesmo suspensa por fios de nylon, as obras ganham um grande efeito de iluminação. 
Observe os exemplos de atividades abaixo:

Atividades realizadas pelos alunos da professora Lucilângela Fischer.





Atividade realizadas pelos alunos da professora Regina Célia


Exemplo da realização da Técnica Vitral 
(Atividades de Educação Artística - Isaías Marchesi Júnior).




Desenhos em preto e branco para ampliar e realizar a técnica de vitral.




Nenhum comentário:

Postar um comentário